Barro Branco: organizadora definida para concurso PM SP

A Polícia Militar de São Paulo (PM-SP) definiu a banca organizadora de seu concurso público para ingresso no curso de formação de oficiais da Academia do Barro Branco. A informação foi divulgada no Diário Oficial do Estado do último sábado, dia 10 de setembro (confira abaixo). A banca será a Fundação Vunesp, como ocorreu nas últimas edições. A seleção já possui autorização do governador Geraldo Alckmin e contará com a oferta inicial de 131 vagas. A expectativa, no entanto, é que esse número cresça durante as convocações. “Vamos tentar aumentar porque o nosso turnover é um pouco acima disso. Por isso nós vamos tentar aumentar esse número de vagas”, revelou em entrevista recente o comandante-geral da PM-SP, Ricardo Gambaroni.

Os aprovados ingressarão no bacharelado em Ciências Policiais de Segurança e Ordem Pública como alunos oficiais. No primeiro ano eles receberão R$2.883,27, já considerando o adicional de insalubridade de R$571,51. A duração do curso é de três anos, com melhorias na remuneração durante este período, chegando a R$6.037,35.

A remuneração para aluno oficial muda anualmente da seguinte forma: R$2.889,27 no primeiro ano; R$3.106,99 no segundo; R$3.414,53 no terceiro e R$3.690,23 no último. Após um período de seis a doze meses da conclusão, o aprovado passa a ser aspirante a oficial, com iniciais de R$6.037,35. Ao chegar ao posto de segundo tenentes o valor muda para R$6.353,79. Para participar é necessário possuir ensino médio completo, idade de até 30 anos e altura mínima de 1,60m para homens e 1,55m para mulheres.

As exigências para concorrer ao posto são provenientes da Lei de Ingresso da PM-SP (Nº 1.291), que foi sancionada em julho deste ano e é vista como o principal motivo para o atraso dos concursos da corporação. Ainda de acordo com a lei, o candidato ao cargo não pode apresentar tatuagem que seja visível no uso de uniforme de verão, composto por camisa de manga curta e bermuda ou que contrarie os critérios estabelecidos pela corporação.

COMUNICADO PUBLICADO NO DIÁRIO OFICIAL DO ESTADO de 10 de SETEMBRO de 2017 – PÁG 10
DIRETORIA DE FINANÇAS E PATRIMÔNIO
Comunicado O Dirigente da U.O 180.04 – PMESP, nos termos do artigo 26, da Lei Federal 8.666/93, Ratificou o Ato de Dispensa de Licitação praticado pelo Dirigente da UGE-180378 – CIAF, nos autos do Processo 2016378154, Dispensa de Licitação nº CIAF-378/0050/16, com base no inciso XIII, do artigo 24, da Lei Federal 8.666/93, sobre a contratação de serviços técnicos especializados, de planejamento, organização, controle e execução de concurso para o provimento ao cargo de Aluno Oficial PM, junto à Fundação para o Vestibular da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho – Vunesp, inscrita no CNPJ 51.962.678/0001-96. (Despacho/RA Nº DFP-313/10/16)

Folha Dirigida

You May Also Like