Concurso do TJ-PE: mais uma organizadora eliminada

Continua indefinida a organizadora do concurso para técnico e analista judiciários do Tribunal de Justiça do Estado de Pernambuco de 2016 (TJ-PE). Segundo a Assessoria de Comunicação do TJ-PE, a Inaz do Pará Serviços de Concursos Público LTDA foi desclassificada. Com a desclassificação da Inaz do Pará, em 26 de julho, foi convocada para apresentação de documentos a Capellerry Consultorias LTDA. A empresa tem até aa próxima sexta-feira, dia 29, a empresa deve cumprir os trâmites burocráticos. 
A Inaz do Pará descumpriu os seguintes pontos: 1) Subitem 7.10. do edital (desatendimento de quaisquer exigências); 2) Apresentou preço inferior ao limite mínimo com fulcro subsidiariamente no  artigo 48 da Lei 8666/93; 3) Item 8 do Termo de Referência: Qualificação técnica – Capacidade Técnico-Profissional – Subitem 8.1.1.1 – atende parcialmente; 4) Capacidade Técnico-Profissional – Subitem 8.1.1.2 – não atende pois não comprovou o vínculo do profissional com a INAZ; 5) Capacidade Técnico-Operacional – Subitem 8.1.2.1 – Não atende; 6) Capacidade Técnico-Operacional – Subitem 8.1.2.3 – não atende a movimentação de acesso de 50.000 visitas diárias; 7) Subitem 6.4.1 do edital – Não apresentou certidão de falência.

Vale ressaltar que a Inaz do Pará ficou em segundo lugar no pregão eletrônico, atrás somente da Metrópole Soluções Empresarias, ambas empresas já desclassificadas. A expectativa é que na próxima semana, a partir do dia 2 de agosto, novidades sejam divulgadas, pois após o fim do prazo para a entrega da documentação exigida, a Capellerry Consultoria terá um dia útil para interpor recursos. Caso também não seja habilitada, as próximas a terem a documentação analisada serão Consulpla e Sarmento, respectivamente, quarta e quinta colocadas no pregão eletrônico. 

Oferta inicial será de 60 vagas 

De acordo com o termo de referência, documento que norteia o concurso do TJ-PE, serão oferecidas 60 vagas nas seguintes funções e especialidades: técnico judiciário na área judiciária (10 vagas); técnico na área de apoio especializado/programador de computador (CR); técnico na área de apoio especializado/suporte técnico (CR); oficial de justiça (10); analista judiciário na área judiciária (20); analista na área de apoio especializado/assistente social (10); analista na área de apoio especializado/pedagogo (CR); analista na área de apoio especializado/psicólogo (10); analista na área de apoio especializado/analista de suporte (CR); e analista na área de apoio especializado/analista de sistemas (CR). Além da sonhada estabilidade, com contratação pelo regime estatutário, o concurso também deverá oferecer excelentes remunerações iniciais, de R$3.455,73 (médio) a R$5.643,46 (superior). 
 
O termo de referência do concurso estabelece que a taxa de inscrição não poderá ultrapassar R$90 para os cargos de nível superior e R$70 para nível médio. Ainda de acordo com o termo, sabe-se que o concurso constará de uma fase, com provas objetivas e discursivas. Outra determinação é que a organizadora contratada tenha condições de aplicar as provas, além da capital, Recife, nas cidades de Araripina, Atrcoverde, Carpina, Caruaru, Garanhuns, Jaboatão dos Guararapes, Limieiro, Olinda, Palmares, Pesqueira, Petrolina, Salgueiro, Serra Talhada e Vitória de Santo Antão.  

Saiba como foi o último concurso

Em 2011, os 118.809 candidatos foram submetidos a 60 questões, sendo 30 de Conhecimentos Gerais, de peso um, e 30 de Conhecimentos Específicos, de peso dois. A única exceção foi para a área de Tecnologia, cujo exame compreendia 20 perguntas de Conhecimentos Gerais e 40 de Conhecimentos Específicos. Em Conhecimentos Gerais, as disciplinas eram Português, Raciocínio Lógico, Legislação Aplicada, Noções de Informática (exceto as áreas ligadas à Tecnologia de Informação), Noções dos Direitos Constitucional e Administrativo (exceto para oficiais de justiça).
Outro atrativo é a quantidade de convocações, independentemente do número de vagas. O TJ-PE costuma empossar muito mais aprovados, como no concurso de 2011, quando houve mais de 3.400 convocações, o que corresponde a mais de 14 vezes o quantitativo de vagas imediatas (230). A seleção teve a validade terminada em março deste ano. 
You May Also Like