Concurso Polícia Civil-MG: expectativa de pelo menos 200 vagas

O novo concurso para a Polícia Civil de Minas Gerais poderá ter pelo menos 200 vagas, sendo 100 para escrivão e 100 para delegado. A informação é do presidente do Sindicato dos Delegados da Polícia Civil (Sindepominas), Marco Antônio Paula Assis. Em entrevista à FOLHA DIRIGIDA, no último dia 13, o sindicalista disse que o quantitativo vem sendo negociado entre entidade e governo.

Curso Online para Escrivão da Polícia Civil de Minas Gerais

Curso Online para Investigador da Polícia Civil de Minas Gerais

Curso Online para Perito da Polícia Civil de Minas Gerais

Déficit de pessoal no cargo de delegado

 

Mesmo que as 200 vagas sejam confirmadas, Marco Antônio destacou que o número é considerado insuficiente. “Hoje o estado deveria contar com 1.987 delegados em atividade, porém temos menos de 1.200”. A assessoria da Polícia Civil, contudo, ainda não confirmou a oferta de vagas. O concurso foi anunciado em abril pela Polícia Civil, mas ainda é aguardada a autorização do governador Fernando Pimentel. Para delegado poderão participar interessados com curso de Direito e, para escrivão, o concurso será aberto a candidatos com nível superior em qualquer área. As remunerações são R$4.098,43 e R$12.500, respectivamente. Após a autorização, o próximo passo será de᧐nir a comissão responsável por elaborar o edital de inscrições.

Possível oferta de vagas não é suficiente

O presidente do Sindepominas destacou ainda que a decisão de realizar um novo concurso demorou bastante e que a seleção, caso ofereça 200 vagas, não irá atender a atual necessidade de pessoal do órgão. Marco Antônio destacou que o déficit de servidores vem prejudicando o trabalho nas delegacias em todo o estado.

O último concurso:

Na última seleção, organizada em 2011 pela Fumarc, foram oferecidas 349 vagas, das quais 205 para escrivão e 144 para delegado. A seleção consistiu de prova objetiva, avaliação psicológica, exames biomédicos e biofísicos e investigação social, para os dois cargos. Os candidatos a escrivão ainda realizaram prova de digitação, enquanto concorrentes a delegado fizeram exame discursivo, oral e avaliação de títulos.

O exame objetivo foi composto de 60 questões para escrivão e 70 para delegado, distribuídas nas disciplinas de Língua Portuguesa, Geogra᧐a, História, Noções de Informática, Direito em diversas especialidade e Medicina Legal.

As vagas foram para Uberlândia, Juiz de Fora, Uberaba, Patos de Minas, Governador Valadares, Divinópolis, Montes Claros, Barbacena, Ipatinga, Poços de Caldas, Lavras, Curvelo, Unaí, Teó᧐lo Otoni e Pouso Alegre. O concurso para delegado teve validade de dois anos e o de escrivão de seis meses. Para ambas as seleções os aprovados foram contratados pelo regime estatutário.
Por: Juliana Favorito

Fonte: Folha Dirigida

You May Also Like