Concurso TJ-SP 2017: Edital na carreira de escrevente com divulgação prevista para março

Mais uma grande oportunidade para os concurseiros na região Sudeste! O desembargador Paulo Dimas Bellis Mascaretti, presidente do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo confirmou, no início de fevereiro, novo concurso para o TJ-SP em 2017. Segundo o anúncio, o edital já está em preparação e deve ser divulgado até março.

Não foram informados detalhes sobre número de vagas, porém, já se sabe que o certame oferecerá oportunidades na carreira de escrevente, cujo pré-requisito é a formação em ensino médio. Os aprovados serão lotados na 1ª Região, que engloba a Capital e Grande São Paulo.

Curso Online Escrevente do Tribunal de Justiça São Paulo (TJ SP)

Déficit no quadro de servidores

Os candidatos selecionados no concurso deverão ser convocados já no começo do segundo semestre. A urgência se deve ao atual quadro deficitário que o TJ-SP apresenta, com vacância acima de 3 mil escreventes no Estado. Por isso, além do certame para a 1ª Região, há outro previsto para o final do ano, contemplando outras regiões.

O novo concurso envolverá as comarcas da 2ª à 10ª Região Administrativa, que inclui a capital paulista e o interior. O mesmo será realizado após todos os candidatos aprovados no certame anterior serem convocados ou, pelo menos, após o fim do prazo de validade do último edital, que vence em dezembro.

As chances da realização de concurso para sanar o problema são ainda maiores em razão de dois Projetos de Lei Complementares em trânsito na Assembleia Legislativa do Estado de São Pauo (Alesp). O primeiro, o PLC 26/2013, cria 685 novos postos e o segundo, PLC 44/2016, prevê 317 vagas, entre comissionados e efetivos. Do total de vagas, contam 285 e 188 para escrevente, respectivamente.

Curso Online Escrevente do Tribunal de Justiça São Paulo (TJ SP)

Cargos e salários Concurso TJ-SP

O concurso TJ-SP 2017 abrirá oportunidades para a carreira de escrevente técnico judiciário, com exigência de formação em nível médio de ensino e contratação em regime estatuário, o que garante a estabilidade. Os aprovados neste certame serão lotados em comarcas da 1ª Região (capital e Grande São Paulo).

Como atribuições do cargo, estão atendimento de público interno e externo, elaboração e conferência de documentos, controle da guarda de material de expediente, andamento a processos administrativos e judiciais, suporte administrativo e técnico às unidades do TJ, atualização quanto à Legislação referente à área de atuação e normas internas.

O candidato aprovado gozará de remuneração inicial de R$ 5.697,18, incluindo auxílios saúde, alimentação e transporte, além de benefícios, como progressão de carreira e adicional de qualificação sobre o valor bruto do vencimento, de 5%, 7,5%, 10% e 12,5% para graduados em nível superior, especialização, mestrado e doutorado, respectivamente.

Curso Online Escrevente do Tribunal de Justiça São Paulo (TJ SP)

Concurso TJ-SP 2014

O certame do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo em 2014 teve a Vunesp como banca organizadora e abriu 471 vagas para escrevente técnico judiciário. O certame tinha validade de 1 ano, a partir de sua homologação, com prorrogação por igual período, que expira em maio.

O concurso foi divido em duas etapas. A primeira, constituída de prova objetiva, submeteu os candidatos à resolução de 100 questões que abordavam língua portuguesa, conhecimentos em Direito (Constitucional, Penal, Processual Penal e Civil, Normas da Corregedoria Geral da Justiça), atualidades, informática, raciocínio lógico e matemática.

Para a segunda etapa, formada pela prova prática de digitação e formatação, foram convocados 1365 aprovados nas provas objetivas, sendo 1260 para a capital e 105 para as demais comarcas. O teste tinha como objetivo averiguar conhecimentos e habilidades do candidato no ambiente Microsoft Windows.

Curso Online Escrevente do Tribunal de Justiça São Paulo (TJ SP)

Concurso TJ-SP 2015

O certame do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo em 2015 também teve a Vunesp como banca organizadora e abriu 345 vagas para escrevente técnico judiciário. O certame tinha validade de 1 ano, a partir de sua homologação, com prorrogação por igual período, que expira em dezembro.

O concurso foi divido em duas etapas. A primeira, constituída de prova objetiva, submeteu os candidatos à resolução de 100 questões que abordavam língua portuguesa, conhecimentos em Direito (Constitucional, Penal, Processual Penal e Civil, Normas da Corregedoria Geral da Justiça), atualidades, informática, raciocínio lógico e matemática.

Para a segunda etapa, formada pela prova prática de digitação e formatação, foram convocados aprovados nas provas objetivas, em número proporcional às comarcas abrangidas pelo concurso. O teste tinha como objetivo averiguar conhecimentos e habilidades do candidato no ambiente Microsoft Windows.

Curso Online Escrevente do Tribunal de Justiça São Paulo (TJ SP)

Concorrência e nomeações TJ-SP

O concurso TJ-SP tem como tradição receber um grande número de inscritos. Na edição de 2014, por exemplo, foram 142.345 candidatos buscando aprovação nas 471 vagas, ou seja, uma demanda de 302,21 candidatos por vaga. No entanto, o órgão também tem histórico de alto índice de nomeações, usualmente maior do que as vagas oferecidas.

Ainda tomando por base o certame de 2014, foram convocados 1.711 classificados, ou seja, mais que o triplo das vagas oferecidas. Nas comarcas que abrangem capital e interior, o concurso de 2015, que ofereceu 345 oportunidades para escrevente, já teve 1.200 candidatos convocados (a validade do certame expira em dezembro de 2017).

Dicas para passar no concurso do TJ-SP 2017

Um dos principais itens para se dar bem em um concurso é conhecer sua banca organizadora. Pela tradição, os dois últimos certames para o TJ-SP foram organizados pela Fundação Vunesp portanto, há grandes chances ser escolhida novamente para o próximo.

A banca é tida como uma das mais fáceis pelos concurseiros, mas, suas provas têm passado por constante evolução, por isso, nada de estudos superficiais. Normalmente, aplica questões de múltipla escolha (certa ou errada) e exige que o candidato fique atento às tradicionais “pegadinhas”.

Outro aspecto da Vunesp é abranger todo o conteúdo programático em suas provas. Em Português, costuma cobrar regras e aplicações gramaticais, bem como interpretação de textos com excertos de jornais e revistas de grande circulação em São Paulo. As provas de Informática são mais simples quando comparadas a outras bancas.

Por ser um certame que visa contratação de servidores em Tribunal, há que se atentar para a prova de Direito. Nesse quesito, a banca tem o hábito de privilegiar o conhecimento de Legislação, em certo desfavor à jurisprudências e doutrinas. Por isso, é importante a leitura integral dos textos.

Uma parte que preocupa os candidatos são os critérios de desempate. No caso das provas do TJ, o primeiro critério é o fator idade (dando preferência aos maiores de 60 anos), seguido da maior nota na prova objetiva de português. No caso de persistir o empate, é verificada a pontuação na prova de Direito.

Curso Online Escrevente do Tribunal de Justiça São Paulo (TJ SP)

Concurso TJ-SP 2018

Com a validade do certame de 2014 expirando em maio de 2017 e a convocação dos últimos 78 aprovados, é necessária a realização de novo concurso, visto o quadro deficitário de servidores do órgão.

O edital deve ser lançado até março deste ano, de acordo com anúncio feito pelo presidente do órgão, com provas realizadas ainda no primeiro semestre e primeiras convocações breves.

Caso o concurso não saia este ano, o que é pouco provável, as chances do concurso do TJ-SP 2018 são grandes.

FONTE: http://editalconcursosbrasil.com.br/blog/concurso-tjsp-tribunal-de-justica-de-sao-paulo/

You May Also Like