Edital do Ministério Público da União previsto para agosto

Quem estuda para o Concurso MPU 2017 deve ficar atento ao desenrolar dos próximos meses. Isso porque são esperadas etapas conclusivas na preparação do edital para o Ministério Público da União (MPU). O órgão já começa a dar os primeiros passos rumo ao concurso para técnico administrativo (nível médio e com ganhos de R$ 7.260,41) e analista de Direito (superior e R$ 11.345,90).

Curso Online para Técnico do MPU

Curso Online para Analista do MPU

A expectativa é de que já em maio seja realizada a primeira reunião da comissão responsável pelo concurso. Nesse encontro, será iniciada a elaboração da minuta do edital, documento a ser entregue às instituições que desejam organizar o concurso.

Após feita a minuta, a corrida será para a escolha da organizadora, prevista para acontecer até junho. Segundo o MPU, a abertura da seleção é esperada para agosto. A contratação da organizadora deverá ser por dispensa de licitação, método mais ágil. Vale destacar que o Cespe/UnB (atual Cebraspe) organizou as quatro últimas seleções do MPU. As provas deverão ocorrer em outubro ou novembro, respeitando o intervalo de 60 dias entre o edital e a aplicação das avaliações. No momento, o órgão está na fase de levantamento de informações sobre as carências de pessoal nas unidades do país – etapa importante para saber o déficit de pessoal em cada estado. O concurso deverá contemplar o Brasil inteiro, com aplicação de provas em todas as capitais.

Órgão tem 1.776 vagas em aberto
A perspectiva é de um bom número de contratações, já que, hoje, há 1.776 vagas disponíveis nos quatro ramos do MPU (Ministério Público Federal – MPF, Ministério Público do Trabalho – MPT, Ministério Público Militar – MPM e Ministério Público do Distrito Federal e Territórios – MPDFT), sendo 577 técnicos administrativos e 1.199 analistas. O MPU tem tradição de convocar bastante aprovados. No último concurso, em 2013, foram chamados 4.153 aprovados, sendo 2.609 técnicos administrativos e 1.544 analistas de Direito.
Os interessados devem estudar tendo como base o concurso de 2013, quando os candidatos foram avaliados por meio de duas provas objetivas, uma de Conhecimentos Básicos (50 questões) e outra de Específicos (70). Para analista, houve ainda prova discursiva. Para o cargo de técnico administrativo, de nível médio, o exame de Conhecimentos Básicos versou sobre as disciplinas de Português, Noções de Informática, Ética no Serviço Público, Raciocínio Lógico e Legislação Aplicada ao MPU e Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP). A avaliação específica, por sua vez, contemplou as disciplinas de Noções de Direito Constitucional, Noções de Direito Administrativo, Administração e Administração de Recursos Materiais.

Fonte: Folha de Vitória

You May Also Like