Emater-MG deve retomar concurso no próximo ano

Suspenso em 15 de abril por determinação do Tribunal de Contas do Estado de Minas Gerais (TCE-MG), o concurso da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural de Minas Gerais (Emater-MG) segue sem previsão de retomada. De acordo com a assessoria do órgão, o recurso já foi julgado, mas o edital permanece parado, sendo provável que sua liberação saia somente em 2017.

Antes da suspensão, o concurso passou por sete retificações que alteraram bibliografias e conteúdo programático da prova objetiva de alguns cargos e quadro de vagas. A última, realizada em 17 de março, excluiu as três vagas para o cargo do extensionista agropecuário II para médico veterinário.

Por fim, o concurso permaneceu com oferta de 97 vagas, para cargos de níveis médio, médio/técnico e superior, com vencimentos de R$2.134,46 a R$5.194,36, para lotação nas cidades de Belo Horizonte, Alfenas, Curvelo, Governador Valadares, Juiz de Fora, Montes Claros, Patos de Minas, Pouso Alegre, Teófilo Otoni, Uberaba e Viçosa.

Segundo comunicado divulgado em 18 de julho, a organizadora, a Gestão Concurso, já efetuou a devolução da taxa de inscrição aos que solicitaram entre 18 de abril a 17 de maio, prazo de 30 dias previsto no edital. O concurso recebeu 39.900 inscritos. Entretanto, os que não solicitaram a restituição, continuam aguardando uma posição sobre a tramitação do recurso na Assembleia Legislativa.

Entenda o caso –  A determinação do TCE-MG partiu, segundo seu entendimento, da necessidade do envio prévio de um projeto à Assembleia Legislativa, para a criação do quadro de vagas efetivo. Porém, a Emater–MG alega que o edital foi publicado com base na autorização aprovada em 2015 pelo Colegiado de Planejamento e Gestão Estratégica do Governo do Estado. Enquanto a Assembleia Legislativa não autoriza o prosseguimento do concurso com base na determinação do Tribunal, a Emater-MG ainda pode recorrer.

Folha Dirigida

You May Also Like