Guarda de Belo Horizonte: concurso tratado com prioridade

Segue a expectativa para o concurso que terá oferta de cerca de 2 mil vagas na Guarda Municipal de Belo Horizonte. Apesar de ainda não ter sido autorizado, o concurso para guarda de 2ª classe é tratado com prioridade, segundo o comandante da Guarda, Rodrigo Sérgio Prates. De acordo com ele, a contratação de novos servidores é uma das garantias do prefeito Alexandre Kalil. A remuneração pode chegar a R$2942,72, sendo R$1.720,72 de vencimento, R$350 de vale-refeição, R$294 de Gratificação por Disponibilidade Integral (GDI) e R$578 de adicional por exercício de atividade risco de R$578.

Poderão participar interessados de ambos os sexos, que atuarão em jornada de 44h semanais. No concurso anterior, realizado em 2009, foram oferecidas 600 vagas, das quais 570 para homens e 30 para mulheres. Na ocasião, a exigência foi o nível fundamental.

Curso Online para a Guarda Municipal de Belo Horizonte

Os candidatos realizaram provas objetivas, avaliação de títulos, de capacidade física, psicológico, exames médicos e sindicância social. A prova objetiva foi composta de questões de Língua Portuguesa, Legislação, Noções de Geografia Urbana e História de Belo Horizonte.

O comandante Rodrigo Sérgio Prates destaca que um dos atrativos para o concurso é o ambiente saudável e respeitoso da Guarda, onde as pessoas têm voz e são ouvidas. O espírito de corpo também é uma marca muito presente, segundo Rodrigo. “Mas todo esse dia a dia saudável vem com uma série de responsabilidades que, ao fim de uma jornada, contribuem muito para a pessoa. É a sensação de que trabalhamos por uma cidade melhor, onde a maioria dos nossos familiares residem, onde nós temos família”, garante.

Fonte: Folha Dirigida

You May Also Like