PM-MG: especialista orienta candidatos na reta final

Com a proximidade da prova objetiva do concurso da Polícia Militar de Minas Gerais (PM-MG), os candidatos devem resolver o máximo de questões possíveis das matérias cobradas. É o que afirma o professor Guilherme Rittel que leciona Direito Penal no curso Aprova Concursos. Ele também acrescenta que os candidatos devem buscar revisar os temas que notarem ter maior dificuldade.

Curso Online para Soldado da PMMG

O professor conta que o momento é fortalecer a compreensão do conteúdo estudado até agora. Para ele, uma das matérias que os concorrentes devem focar é na leitura da Lei Seca. “Por exemplo, caso o candidato leia do art.1º ao art.31 do Código Penal, ele consegue abordar quase metade dos temas do edital. No entanto, podem ser cobradas questões doutrinárias”.

Em relação aos últimos tópicos do edital, Guilherme conta que historicamente as bancas restrigem as questões apenas na “letra da lei”. “Acabam sendo questões literais, de modo que a repetida leitura dos crimes facilita a absorção do conteúdo e aumenta a chance de acerto na prova”.

O professor aponta dois pontos que os candidatos encontram dificuldades: a teoria geral e a memorização dos crimes. O primeiro pode acontecer caso a banca não se restrinja ao conteúdo legal, enquanto o segundo é devido a necessidade de associar o nome do crime às suas respectivas condutas.

Perguntado sobre o que pode ser cobrado, Guilherme destaca as excludentes de antijuridicidade/ilicitude (arts. 23 a 25, CP), excludentes de culpabilidade (arts. 26 e 28) e os crimes em espécie (crimes contra a pessoa, arts. 121 a 154, CP). Além dos crimes contra o patrimônio (arts. 155 a 183, CP) e crimes contra a administração pública (art. 312 a 359-H, CP).

O professor também faz um alerta, é possível que uma questão cobre mais de um conteúdo, em especial questões que misturam crimes de diferentes capítulos. “Outro ponto a ser destacado é a possibilidade de haver uma interdisciplinariedade entre Direito Penal e Constitucional, já que um dos tópicos da matéria de Direito Penal são os Princípios Constitucionais do Direito Penal”.

Por último Guilherme deixa um recado para os candidatos nunca desisitirem, pois para passar em um concurso público o segredo é a insistência. “O candidato deve ter a certeza de que é capaz de ser aprovado, quando bem preparado. O caminho, por vezes, é longo e cansativo, mas o resultado final recompensará todo o esforço”, finaliza.

FONTE: Folha Dirigida

You May Also Like