Concurso IBGE 2017: 62.400 vagas de 1º grau

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) tem concurso previsto no orçamento do governo federal para o ano que vem, e os interessados já devem estudar, se quiserem garantir uma das 82.500 vagas temporárias previstas. O principal cargo da disputa no Concurso IBGE 2017 é o de recenseador (62.400 oportunidades), que exige apenas o nível fundamental e tem remuneração de até R$3 mil. É preciso estudar apenas quatro disciplinas para a prova objetiva desse cargo.
 
Tratam-se de Língua Portuguesa, Matemática, Conhecimentos Gerais e Conhecimentos Técnicos, tendo por base o último concurso para o cargo, realizado em 2010. O programa dessa seleção, que pode ser consultado nesta página, é curto, facilitando o estudo.

 Além das 62.400 vagas de recenseador, o orçamento do governo federal prevê a oferta de mais 20.100 em cargos dos níveis médio, médio/técnico e superior. Todas destinam-se à realização do Censo Agropecuário. Para o antigo 2º grau são esperadas 19.086 vagas. Esse concurso chegou a ser autorizado pelo Ministério do Planejamento, no ano passado, mas, após o cancelamento do censo, a seleção foi anulada.
À época, o IBGE informou que as 82.500 vagas seriam distribuídas por três editais, organização que deverá ser seguida na nova seleção, caso o orçamento seja aprovado pelo Congresso e o Planejamento autorize as vagas novamente. O primeiro edital traria, portanto, 1.409 vagas, sendo 223 de analista censitário (nível superior e R$7.624), 700 de agente censitário administrativo (médio, habilitação e R$3.458) e 486 de agente censitário regional (médio e R$2.018).
O segundo edital teria 18.074, sendo 5.500 de agente censitário municipal, 12.400 de agente censitário supervisor, ambos de nível médio, além de 174 de agente censitário de informática, de nível médio/técnico. Os ganhos são superiores a R$2 mil. O terceiro edital contemplaria a função de recenseador, de nível fundamental. 
Os temporários do IBGE são contratados por um ano, podendo ter o contrato renovado por ate três, e têm direito a férias remuneradas e 13º salário, além de auxílio-alimentação de R$458, já somado nas remunerações mencionadas.

O IBGE já confirmou o desejo de realizar o censo no ano que vem, mas ainda aguarda a aprovação do orçamento pelo Congresso Nacional. Se isso acontecer, o IBGE ainda dependerá do aval do Planejamento para abrir o Concurso IBGE 2017, que terá oferta, entre outros, do cargo de recenseador, que exige apenas o nível fundamental. O presidente do IBGE, Paulo Rabello de Castro, tem negociado a pesquisa com o governo.

 
 
You May Also Like